Tadej Pogačar no Tour de France 2021 e na Vuelta a Espanha

| | ,

Tadej Pogačar defenderá o título no Tour de France 2021 antes de enfrentar a Vuelta a España

Tadej Pogačar vai defender sua camisa amarela do Tour de France neste verão, confirmaram os dirigentes da equipe dos Emirados Árabes Unidos, ao anunciarem quais dos membros de seu time serão os titulares de cada Grand Tour nesta temporada.

Pogačar, de 22 anos, vai então enfrentar a 2021 Vuelta a Espanha, a corrida espanhola onde fez sua estreia no Grand Tour, chamando a atenção do mundo do ciclismo ao vencer três etapas e terminar em terceiro no geral.

Pogačar será apoiado pelo novo contratado Marc Hirschi, outro jovem piloto que conquistou o Tour de France de 2020, atacando em quase todas as oportunidades e eventualmente conquistando a vitória da etapa 12 por seus esforços.

O ciclista Alexander Kristoff também se alinhará para seu nono Tour, tendo vencido sua quarta etapa no ano passado no estágio um, fornecendo um belo suporte de camisas amarelas para equipe dos Emirados Árabes Unidos.

O ex-campeão italiano Davide Formolo segue para o Giro de Italia, acompanhado pelo talentoso jovem americano Brandon McNulty e pelo velocista colombiano Fernando Gaviria. McNulty terminou em 15º geral no Giro 2020, sua estreia no Grand Tour, chegando perto de uma vitória de etapa em duas ocasiões, terminando em segundo atrás de Peter Sagan (Bora-Hansgrohe) na etapa 10, antes de um terceiro lugar no contra-relógio individual na etapa 14 .

Ao lado de Tadej Pogačar na Vuelta estará David De La Cruz, bem como o novo membro da equipe Matteo Trentin, que veio de Mitchelton-Scott. UAE Team Emirates dizem que as escalações completas para cada Grand Tour ficarão mais claras com o decorrer da temporada.

Entre o Tour e a Vuelta, Pogačar participará da corrida de estrada nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Em preparação para o Tour de France, ele começará sua temporada no Tour dos Emirados Árabes Unidos antes de seguir para a Itália para Strade Bianche e Tirreno-Adriatico. Depois, é a Volta ao País Basco, Flèche Wallonne, Liège-Bastogne-Liège e finalmente o Critérium du Dauphiné.

Foi um começo agitado para a equipe em 2021, com Diego Ulissi tendo que se submeter a um “mapeamento elétrico aprofundado de seu coração” para tentar remover as arritmias (um problema com a frequência ou ritmo dos batimentos cardíacos) que eram encontrados durante uma avaliação médica de rotina.

Enquanto isso, 59 ciclistas e funcionários receberam uma vacina contra o coronavírus no início de janeiro nos Emirados Árabes Unidos.

27 ciclistas e 32 funcionários receberam a vacina chinesa Sinopharm CNBG, que foi aprovada pelo Ministério da Saúde e Prevenção dos Emirados Árabes Unidos.


Anterior

Wilco Kelderman sofre fratura de vértebras em colisão com um carro

A Mavic não fornecerá serviço neutro no Tour de France

Próximo